top of page
  • Foto do escritorSamuel Lima

Escolas da rede de ensino de Santa Rosa do Purus são destaque no projeto de consciência negra


Apresentação cultural. Foto: Cedida/ASCOM.

Equipe de professores das escolas municipais estiveram, nesta segunda-feira, 20, na Escola de Ensino Médio Padre Paolino Maria Baldassari, interior do estado, para fechar as atividades que foram trabalhadas durante todo o ano sobre a consciência negra com os alunos da rede de ensino educacional relacionado ao projeto com o tema: "Por um mundo onde o amor e a empatia sejam mais importante que a cor da pele."

A atividade contou com a parceria das Secretarias Municipais de Educação e Planejamento.

O projeto é de autoria das professoras da rede municipal de ensino, Elizandra Santos, professora de história e a Hilda Macahuachi, professora de língua espanhola e ensino religioso.

O projeto tem como objetivo conscientizar e destacar as principais contribuições dos povos negros na formação da identidade cultural do povo brasileiro. A escola infantil deve preparar as crianças desde cedo para adquirirem uma consciência crítica com atitudes positivas de respeito e valorização étnico-racial.

"Abordar a temática sobre a consciência negra nas escolas é de suma importância, pois entendemos que se trabalharmos esses assuntos desde a idade infantil, trará resultados significativos no que tange ao combate contra o racismo, o preconceito que esse público sofre constantemente, assim como entender a relevância da diversidade étnico-racial em diferentes esferas da sociedade", explicou a professora, Elizandra Santos.

A professora, Elizandra Santos, também, destacou que: a maioria dos alunos, ainda, não conhecem a contribuição histórico social dos descendentes de origem africanos em nosso país."

Na ação de conscientização foram abordados várias temáticas, como: teatros, danças, capoeira, recitação de poemas, cordel, paródias e desfile da beleza negra. Nesse sentido, valorizando a diversidade de origem africana e desmitificando aspectos enraizados como a cor de pele e posição que todo ser humano tem na sociedade brasileira.

Apresentação da capoeira. Foto: Cedida/ASCOM.

"Nossas expectativas para o próximo ano é trabalhar em feiras e apresentações culturais, a fim de envolver a comunidade escolar no geral", finalizou a professora, Elizandra Santos.

Redação: Samuel Lima - Assessoria de Comunicação de Santa Rosa do Purus.

Fotos: Cedidas.





0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page