• Samuel Lima

A Secretaria de Saúde realiza ação de Conscientização pelo fim da Violência contra a Mulher

Atualizado: Out 4


A Prefeitura Municipal de Santa Rosa do Purus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento realizou na manhã desta sexta-feira (27) uma ação em alusão ao Agosto Lilás com o tema central: Conscientização pelo fim da violência contra a Mulher.

A ação foi realizada na Escola de Ensino Fundamental Doutor Celso Cosme Salgado. As mulheres fortaleceram o conhecimento com palestras ministradas pela Coordenadora do Núcleo de Educação de Saúde, Pollyanna Firmino que palestrou sobre a violência doméstica em tempos de pandemia. A médica da Unidade Mista de Saúde de Santa Rosa do Purus Edileuza Souza Ferreira falou sobre os direitos da mulher. A Cabo da polícia militar, Roselir Fassabe discutiu o tema sobre a Lei Maria da penha.

Estamos construindo os primeiros passos para combater a violência contra a mulher seja por meio uma passeata que tivemos ontem e neste dia através de palestras. A conscientização da violência contra mulher não escolhe data, por isso que não fique apenas nesta ação, mas que possamos junto combater este male que as mulheres sofrem no cotidiano. Não tenham medo de denunciar qualquer tipo de agressão que possam sofrer. É tomando atitude de denunciar que vamos minimizar essa problemática que as mulheres vem enfrentado a tanto tempo. Observou o Secretário de Saúde, Alancardes de Araújo.

É com grande alegria que vejo todas as instituições lutando por uma mesma causa que é o combate contra a violência doméstica. Há cerca de 6 anos venho lutando desde quando fui vereadora. Lembro-me do primeiro projeto de lei que foi lançado quando estive como vereadora Lei da Coordenadoria do Direito da Mulher. A violência domestica é uma questão de saúde pública afetando a saúde da mulher e de toda a família. É uma alegria observar todo o poder público se mobilizando em combate contra a violência doméstica. A violência doméstica não escolhe etnia ou raça, pois está presente em toda a sociedade. Não estamos lutando por direitos iguais, mas sim por respeito, pois a família unida é base da sociedade justa e digna. E é na família que se constrói o respeito e a formação de caráter. Afirmou a Secretária de Assistência Social, Maria Meres Sá.

A mulher tem o seu direito como todo cidadão dentro da sociedade e deve ser respeitada em todos os seus atos. Estamos nos empenhando como instituição para lutar com as mulheres pelo seu direito e dá um basta contra a violência domestica. A mulher deve ser respeitada e dignificada, pois todo ser humano nasce de uma mulher. Estamos trazendo conhecimento por meio de palestras para estamos respaldados perante a lei e colocar as leis para funcionar dentro de nosso município. Destacou o prefeito José Altamir Sá.

Avante mulheres nessa guerra. Somos fortes e vencedoras! Foi o clamor que a vereadora Marlene Kaxinawá declarou nesta manhã. Acredito que existem muitas mulheres presentes que sofrem algum tipo de violência domestica. Vamos buscar nossos direitos que são violados e é por meio do conhecimento e coragem que combateremos a violência domestica. Antes ficávamos escondidas sem poder ter ajuda, mas hoje temos meios para ser amparadas. Não vamos nos calar, mas sim denunciar.

Os casos de violência domestica em meio a pandemia alavancaram em nossa sociedade, pois as famílias se viram obrigadas a ficarem em isolamento social. Em nosso município o índice de violência doméstica ainda é muito alto, mas estamos procurando por meio desta ação trazer conhecimento as mulheres. É preciso está minuciosamente atento aos detalhes, principalmente quando existe chantagem emocional, pois isso já é um tipo de manipulação e violência domestica. Mulheres não deixem passar, mesmo que seja um empurram ou puxão de cabelo, isso se constituem em uma violência e os direitos estão sendo violados, neste momento é um inicio para uma grande prisão, por isso denuncie. Observou a Coordenadora do Núcleo de Educação de Saúde, Pollyanna Firmino.

Foi com muita satisfação que recebi o convite para ministrar a respeito da lei Maria da Penha nos eixos histórico, jurídica e os benefícios que a traz para as mulheres. O intuito desta palestra é promover conhecimento e encorajamento as mulheres de Santa Rosa do Purus. Destacou a Cabo da polícia militar, Roselir Fassabe.



Algumas mulheres compartilharam sobre o sofrimento de violência domestica. Foram depoimentos fortes e situações que vidas passaram na mão de um agressor. Essa realidade ainda persiste em nossa sociedade de mulheres serem violentadas, agredidas fisicamente, emocionalmente, patrimonialmente e moralmente. Precisamos dá um basta nessa situação e é por meio de denuncias que salvaremos vidas que estão presas em cativeiros. Um gesto e uma ação é o primeiro passa para a mudança de um grande sofrimento.

Esta é uma ação da Prefeitura de Santa Rosa do Purus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento em parceria com a Secretaria de Assistência Social. No decorrer da ação as mulheres foram agraciadas com o sorteio de alguns brindes como: cosméticos, materiais de beleza, corte de cabelo, unha de fibra, maquiagem dentre outros.

Galeria de Fotos