• Samuel Lima

A prefeitura de Santa Rosa em parceria com o Governo Federal e Energisa levam energia aos indígenas


Visita na comunidade indígena. Foto: Cedida.

A prefeitura de Santa Rosa do Purus, por meio do Governo Federal juntamente com a Energisa Acre iniciaram, nesta semana, o levantamento de instalação de energia solar para aproximadamente 60 aldeias indígenas.

O Programa Mais Luz para a Amazônia (MLA) foi criado pelo Governo Federal, em 2020, com o objetivo de promover o acesso à energia elétrica para a população brasileira localizada nas regiões remotas dos estados da Amazônia Legal, visando o desenvolvimento social e econômico destas comunidades. Assim, também possibilitando o fomento de atividades voltadas para o aumento da renda familiar e pelo uso sustentável dos recursos naturais da região, primando pela integração de ações das várias esferas de Governo e consequente promoção da cidadania e da dignidade da população.

Essa energia elétrica é gerada por fontes limpas e renováveis para a população localizada nas regiões de difícil acesso, como comunidades ribeirinhas e indígenas.

Prefeito, Tamir Sá, e vice-prefeito Valdir Kaxinawá. Foto: Samuel Lima/ASCOM.

O prefeito de Santa Rosa do Purus, Tamir Sá, juntamente com o vice-prefeito, Valdir Kaxinawá, tem dado todo apoio para a empresa responsável pelo levantamento e aplicação do projeto nessas comunidades.

Através do convênio com Ministério de Minas e Energia, a Energisa Acre será a responsável por realizar 1.368 ligações em 2022. Dessa forma, essas áreas por serem distantes das redes de distribuição convencionais, dessa maneira, uma das alternativas é proporcionar geração de energia por placas solares fotovoltaicas.

Com isso, a distribuidora irá prover solução de geração solar fotovoltaica na região, de forma a contribuir para a integração, melhoria da qualidade de vida e redução de vulnerabilidade social e econômica dessas comunidades.



0 comentário